outroscaminhos @ 16:39

Dom, 04/11/07

         Todos os dias sinto a melancolia da ausência que não consigo matar. Aqueles olhos verdes que, vendo o mundo pela primeira vez, vêem em tudo novidade e aprendem, observando tudo aquilo que faço, como se um simples piscar de olhos ou uma palavra cheia de carinho que digo fossem o que mais importante se tem na curta vida. E eu, estupefacto e ao mesmo tempo vigiado por uma pequena flor acabada de abrir para a Primavera do mundo, primavera que a todo o instante se transforma em Outono, Verão e Inverno. Sinto-me responsável por cuidar desta flor para que brilhe para sempre ao Sol.
         A saudade que sinto não a quero matar, uma vez que se o fizesse perderia a magia da flor, na qual penso todos os dias mas que não posso tocar nem tratar. Por isso pergunto, alguém tem coragem de matar esta saudade?
 

 

Tiago Mendes



Amadeu Martins @ 17:16

Dom, 04/11/07

 

As coisas inatingíveis são as que nos dão mais gozo e as que nos fazem viver.
Continuas lá! ...

Telma#9 @ 21:58

Seg, 05/11/07

 

ai o amor é lindo....

tds sabemos a qem me refiro ......=b

Marta Catarina @ 18:20

Qui, 08/11/07

 

A saudade mata mesmo por dentro e não é pouco como se pensa. Deixa saudade tudo o que se passou com alguém e tudo o que é partilhado mas que hoje deixa saudade, existe saudade de voltar ao passado e viver momentos que hoje se transformaram noutros mas que mesmo assim não deixam de ser perfeitos, ideais de serem vividos com amor. Quem ama supera mudanças e desgostos nem que seja simplesmente pelo amor próprio, este que é essencial para amarmos alguém.

beijos*

Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15
17

21
24

26
28
30


Encontre o caminho
 
blogs SAPO