outroscaminhos @ 10:36

Qua, 10/06/09

" (...)

  Como era bom ficar assim debruçado sobre o paraíso e ver, no peito dela, apenas o fio e o coração de prata lisa que ele lhe oferecera, num dia de Natal.
  Entrelaçados como cisnes apaixonados, atravessaram em silêncio a velha porta de madeira e foram sentar-se mais adiante, no pomar, de músculos doridos do desejo e do cansaço.
  - Vês aquela macieira tão carregada de frutos?-perguntou ele, apontando-a com o dedo.
  Ela sorriu, passado-lhe a mão pelos cabelos, ao mesmo tempo que lhe adivinhava os pensamentos.
  E ele anunciou-lhe o futuro, como quem dá um presente:
   - è assim que te vejo: a árvore dos meus frutos; a árvore perfeita para dar frutos perfeitos. E eu serei a terra sob os teus pés; a terra molhada que te agarra e alimenta cada dia, para darmos frutos perfeitos: iguais a ti.
  Ela voltou a sorrir, franzindo ligeiramente a testa:
  - queres assim tantos frutos como os da árvore?!
  - Hum... Deixa-me contá-los..."

Um beijo no pé, Maria Teresa Maia Gonzalez

 

 

 

 

Joana Beites



De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
26
27

30


Encontre o caminho
 
subscrever feeds
blogs SAPO