outroscaminhos @ 13:08

Dom, 11/05/08

  Depois de oito meses cheios de esperança, cheios de trabalho intensivo, depois de tantos problemas, depois de algum desespero, depois de momentos de riso, de momentos em que nos ríamos só para não chorarmos, de momentos em que aprendemos a ter calma, aprendemos a respirar, aprendemos a ser positivos, aprendemos que há SEMPRE uma saída, depois de momentos em que os nossos sonhos se iam concretizando, de momentos em que portas se fecharam e janelas se abriram, depois de momentos em que estávamos perante situações que mexiam com o nosso interior, depois de momentos em que discutíamos se calhar por coisas que não mereciam a pena, depois de momentos em que chegávamos a acordo, depois de tantos momentos... Realizou-se.

   Tudo como idealizámos... Depois de tanto esforço, ali naquele curto espaço de tempo, cada passo era importante, cada palavra, cada convidado, cada movimento. Absorvia tudo, porque sabia que aquilo era o culminar de todo aquele esforço, de todas aquelas horas que dedicámos ao projecto. Sabia que aquele momento estava a ser vivido por cada um de nós de uma forma tão intensa que não há uma palavra que o possa descrever. Tudo correu bem. Os nossos nervos transformavam-se em sorrisos. Reparei nas reacções das pessoas enquanto viam a reportagem. É nestas reacções que se percebe verdadeiramente o que as pessoas estão a sentir ao ver aquele pequeno vídeo que levou tanto tempo a ser construído.

   Penso que as pessoas gostaram, vi muita gente com os olhos brilhantes (alegria? tristeza? Não sei mas também não é importante, o importante é que fizemos com que as pessoas pensassem naquela realidade). Gostei sinceramente das questões que o publico colocou. Surpreenderam-me pela positiva e acho que contribuíram em larga escala para o sucesso da apresentação.

   Sim, a parte dos agradecimentos, talvez a mais emotiva. É bom ouvirmos elogios ao nosso trabalho, é bom vermos que as pessoas acham que trabalhamos bem, é bom ver que ainda restam pessoas que confiam em nós, que por vezes depositam em nós confiança e que acreditam que nós somos capazes, mesmo quando nós próprios achamos que não conseguimos. 

   Foi tão bom ver aquela plateia, que embora não estivessem lá tantas pessoas como esperávamos, aplaudiu e acreditou em nós, tiveram a paciência para nos aturar durante aqueles minutos e de uma forma ou de outra marcaram a sua presença num momento de tanta importância para nós.

  Guardarei este momento durante muito tempo, porque embora parecendo tão insignificante para muitos, foi um momento que me tornou muito feliz. Às vezes a vida marca-nos muito pelas situações negativas, mas faz com que desfrutemos dos momentos bons de uma forma muito especial. 

  As lágrimas vertidas no final foram símbolo de que realmente conseguimos marcar, conseguimos atingir o nosso objectivo, e isso dá-me força para continuar. Sim, porque o mais importante agora é continuar, e este projecto abriu-me as portas para o mundo daquela instituição para onde quero ir como voluntário para que possa dar continuidade ao momento vivido naquele final de tarde...  

 Amadeu Martins

        

  


sinto-me: realizado
música: Love Today - Mika

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13


25
28
30


Encontre o caminho
 
subscrever feeds
blogs SAPO