outroscaminhos @ 20:16

Dom, 17/02/08

A manhã nasce e, ao relento de uma praia, estamos os dois, sozinhos, mas mais acompanhados e preenchidos do que nunca... "Já viste a cor do céu?", perguntas com o olhar mais doce do mundo, terno como o de uma criança abandonada, que apenas vagueia em busca de carinho e afecto. Abraças-me com o teu corpo quente e acolhedor, o único porto de abrigo capaz de me confortar, como só tu o sabes fazer... Penso em tudo: no que já passámos, no que ainda está para vir, nos obstáculos ultrapassados, nos beijos trocados, nos momentos partilhados... Talvez seja esse o meu grande problema: pensar!

Por tudo passámos, unidos como um só, um completando o outro... De repente tudo pára, nada vale mais, naquele instante, do que as tuas simples e singelas palavras que podem até não ser, mas que me parecem ser eternas: "Adoro-te e quero para sempre ficar na tua vida!" Não imaginas o bem que me faz ouvir tais palavras, tais emoções, tais sentimentos...

Fazes-me bem, fazes-me feliz... Acima de tudo, fazes-me  esquecer  o que  me faz mal, o que me corrói e acaba comigo... Fazes-me pensar em tudo o que pode ser bom, fazes-me sentir bem comigo própria!



A manhã nasce e, ao relento de uma praia estou sozinha, mais abandonada do que nunca... Tudo isto não passou de um sonho...



Telma A. Afonso A. #9

sinto-me: com medo...
música: I can't take my eyes of you

Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
16

21

24
25
28


Encontre o caminho
 
subscrever feeds
blogs SAPO