outroscaminhos @ 13:07

Ter, 01/01/08

   No dia 28 de Dezembro de 2007 revisitámos Lisboa, a capital do nosso país. Da Lisboa bairrista à Lisboa dos Descobrimentos, passando pela Lisboa carregada de simbolismo religioso, descobrimos todos os pontos de interesse desta cidade. Mas acreditem que Lisboa tem surpresas a cada esquina, a cada canto. Não descobrimos Lisboa, porque Lisboa é impossível de ser descoberta: é uma cidade infinita.

                                                          

  Amadeu Martins, Ana Silva, Tiago Mendes e Sara Castro 

LISBOA

"Digo:
"Lisboa"
Quando atravesso - vinda do sul - o rio
E a cidade a que chego abre-se como se do meu nome nascesse
Abre-se e ergue-se em sua extensão nocturna
Em seu longo luzir de azul e rio
Em seu corpo amontoado de colinas -
Vejo-a melhor porque a digo
Tudo se mostra melhor porque digo
Tudo mostra melhor o seu estar e a sua carência
Porque digo
Lisboa com seu nome de ser e de não-ser
Com seus meandros de espanto insónia e lata
E seu secreto rebrilhar de coisa de teatro
Seu conivente sorrir de intriga e máscara
Enquanto o largo mar a Ocidente se dilata
Lisboa oscilando como uma grande barca
Lisboa cruelmente construída ao longo da sua própria ausência
Digo o nome da cidade
- Digo para ver"

 Sophia de Mello Breyner

As nossas fotos:

 



Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17

20
22
23

27
30
31


Encontre o caminho
 
subscrever feeds
blogs SAPO