outroscaminhos @ 16:12

Ter, 04/12/07

Quando danço

Parece que o mundo pára.

Dizem que o meu corpo chora

Pois só danço músicas tristes...

 

É a tradução do meu sentimento

Para uma simples balada,

As lágrimas caem e desfazem-se

Como a minha vida se desfaz.

 

Assim, transmito a amargura

De um momento solitário e inseguro.

É com a dança e com a música que partilho a minha dor,

Dor que teima permanecer no meu interior.

 

Nádia Correia nº8




outroscaminhos @ 17:56

Seg, 03/12/07

É preciso ter força para se ser firme,
mas é preciso  ter coragem para  se ser gentil.

É preciso ter força para se defender,
mas é preciso coragem para se retirar.

É preciso ter força para ganhar uma guerra,
mas é preciso coragem para se render.
 
É preciso ter força para estar certo,
mas é preciso coragem para ter dúvida.

É preciso ter força para se manter em forma,
mas é preciso coragem para ficar em pé.

É preciso ter força para sentir a dor de um amigo,
mas é preciso coragem para sentir as próprias dores.
 
É preciso ter força para esconder os próprios males,
mas é preciso coragem para os mostrar.

É preciso ter força para suportar o abuso,
mas é preciso coragem para fazê-lo parar.
 
É preciso ter força para ficar sozinho,
mas é preciso coragem para pedir apoio.

É preciso ter força para amar,
mas é preciso coragem para ser amado.
 
É preciso ter força para sobreviver,
mas é preciso coragem para viver.

Se  sentes que te falta a força e a coragem,

 Que o vento possa levar-te uma voz que te diz que há um Amigo, em algum lugar  do Mundo, desejando que estejas bem e que, acima de tudo, sejas muito feliz!!!

Ana Margarida nº27




outroscaminhos @ 16:45

Seg, 03/12/07

Chegámos, finalmente, ao último mês do ano, o mês de Dezembro. Para mim Dezembro é um mês especial. É especial não só por ser o mês do Natal, das festas em família, do frio, entre outras coisas, mas porque me tráz sempre uma sensação de aconchego e conforto que não encontro em mais mês nenhum.

Em Dezembro parece que ficamos todos mais unidos, mais próximos uns dos outros, partilhamos mais coisas e preocupamo-nos mais com os outros. É o mês em que, quando regresso a casa à noite, sinto os cheiros das lareiras, olho as luzes de Natal, ponho as mãos nos bolsos para espantar o frio que me gela e sinto-me preenchida, completa.

São estranhas todas as sensações que este mês me tráz, nem as sei explicar muito bem, mas sei que me sinto assim todos os anos por esta altura, desde que me lembro de existir.

O aconchego que sinto em Dezembro é mágico mas desaparece com a chegada de Janeiro. Mas não importa, Dezembro ainda tem muito calor para dar.

 

            

                 Ana Silva




outroscaminhos @ 21:38

Dom, 02/12/07

Há alturas em que, olhando para o fundo do poço, o desprezo. E desprezo-o quase com orgulho, por não me rever. O único reflexo verdadeiro é o do espelho quebrado, que trago no bolso da alma e que é velado pelo coração.
E, quanto ao poço, está sujo, turvo até ao infinito. E só o desprezo porque as suas águas baixinhas dizem reflectir todo o Universo. Afirmam conter todas as estrelas.
Mentem. E são inúteis ao ponto de crerem nas mentiras que dizem. Ao menos o meu espelho é honesto: só me reflecte a mim, não fala do céu.
Inês



outroscaminhos @ 15:33

Dom, 02/12/07

 Proclamado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1999, o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres assinala-se no dia 25 de Novembro, denunciando a violência praticada contra as mulheres que, pelos dados vindos a público, coloca a humanidade perante um dos problemas mais dramáticos de desrespeito pelos mais elementares direitos humanos.

 Em Portugal, segundo dados oficiais, os casos de violência registaram um acréscimo, em média, de 10,5% por ano, nos últimos cinco anos. Só nos primeiros seis meses de 2006 foram registados mais 1 500 casos de violência doméstica do que no mesmo período em 2005.

 Em média, uma mulher em cada três sofre de violência na sua vida, desde espancamentos a relações sexuais impostas ou outras formas de maus-tratos, segundo um relatório do secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, divulgado em Outubro. 25 de Novembro é Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres e realizam-se várias manifestações e colóquios em todo o mundo.

Daniela Araújo



Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

16
17
18
19
20
21
22

24
25
27
28

30


Encontre o caminho
 
subscrever feeds
blogs SAPO