outroscaminhos @ 23:54

Qui, 22/11/07

 

      Um dia vou largar tudo, vou agarrar nos amigos de sempre, vou por a mochila às costas, vou entrar no primeiro comboio que aparecer na gare e conhecer o mundo inteiro.

      Um dia vou faltar a uma reunião qualquer, vou caminhar até à praia e olhar o mar, vou sentir todos os grãos de areia acariciarem-me o corpo.

      Um dia vou sair de casa na trovoada, vou deitar-me na relva e sentir cada gota da chuva fria no meu rosto.

      Um dia vou puxar-te por um braço, vou levar-te comigo, vou mostrar-te tantas coisas, vou beijar-te a meio de uma frase.

      Um dia vou. Hoje é o dia.

 

Nádia Abrantes 

                                                                                       

 




outroscaminhos @ 22:33

Qui, 22/11/07

Nos semáforos da rua de Santa Catarina

Ao menos os teus olhos permanecem

verdes durante todo o ano 

 

Poema de José Braga

 

 

Inês




outroscaminhos @ 21:33

Qui, 22/11/07

 

"São os tímidos, os tímidos convictos, que têm a minha admiração. Não se impõem aos outros à força; quando falam, geralmente é porque têm qualquer coisa de importante para dizer, ouvem as nossas histórias até ao limite da paciência e são o ombro em que mais apetece chorar. Normalmente, são muito mais sábios porque perderam mais tempo a observar o que se passa à volta - e conseguiram fazê-lo sem serem notados.

 Mas, acima de tudo, têm um sorriso que os extrovertidos geralmente não têm. Não é frequente, e por isso tem muito mais graça e depois começa num canto da boca e vai-se transformando num sorriso só aos poucos e poucos.

 Uma grande vitória é quando conseguirmos que deixem um bocadinho de ser tímidos, ou que deixem de ser tímidos connosco - não vale usar copos para os desinibir. Para ser especial, é preciso que o tímido se sinta tão seguro que seja mesmo ele próprio. Que fale dele e das coisas que o chateiam, faça aqueles comentários cínicos de quem afinou muito bem as palavras antes de as dizer. Os tímidos escusam de trazer flores ou presentes no dia de São Valentim. Basta aparecerem!"

 

Isabel Stilwell, Notícias Magazine

 

Achei este texto engraçado, algo real e revi-me em determinados aspectos também

 

Daniela Araújo



Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15
17

21
24

26
28
30


Encontre o caminho
 
subscrever feeds
blogs SAPO