outroscaminhos @ 16:32

Ter, 30/10/07

Sentei-me, estava cansada de tudo. O céu azul, manchado de fim de tarde, levou-me a um inconsciente que não sei definir. Passou tempo, não sei quanto. Acordei subitamente, não muito, pois ainda ouvia os mesmos sons. Entendi que algo tinha acontecido. Foi um sonho ou um sinal, não sei. Não foi bom, senti medo. Senti uma reviravolta de pensamentos e emoções, uma enorme confusão. Já não é medo, é pânico.

Nádia  Abrantes

                                                                                                                                              




outroscaminhos @ 15:51

Ter, 30/10/07

Sempre ouvi uma amiga minha dizer que "o caminho pode ser o menos pisado, o menos viajado, mas é sempre onde encontramos o verdadeiro valor das coisas".

 

Passados quase 18 anos da minha vida, deparo-me com dois caminhos decisivos para o meu futuro: um, o caminho mais pisado (o mais fácil) e o outro, o caminho menos pisado (o mais difícil).

 

A vida é feita de escolhas, elas apresentam-se muito poucas vezes de forma repetida. Se estamos vivos temos que escolher. Temos que falar ou não falar, temos que rir ou chorar, temos que amar ou não amar e temos que esconder ou enfrentar.

 

Só o tempo dá resposta. Não podemos controlar o destino e isso por vezes deixa-nos angustiados e bastante ansiosos.

 

As escolhas que fizémos no passado já estão feitas, só podemos mudar o presente, presente este que vai reflectir no futuro. Nunca temos a certeza. A vida é um risco.

 

Por isso, optei por escolher seguir pelo caminho menos pisado. Não, não é o mais fácil, mas se não lutarmos pelo que queremos nunca iremos ter orgulho em nós! O incerto amedronta-me, sinto-me insegura e fora da zona de conforto. Mas, sei que as alegrias desta aventura vão valer sempre a pena!

 

Nádia Correia nº8

 




outroscaminhos @ 15:33

Ter, 30/10/07

Há um mundo de sonhos
Onde reina a esperança
Onde a fantasia pode acontecer
E quem entrar nesse mundo
Vai ser sempre criança
E ser feliz sem medo de viver

Vem correr pular
Vem vamos brincar
Vem comigo entrar nesta dança


Vem correr pular
Vem vamos brincar
A voar

Há um mundo de magia
Onde tudo é alegria
Onde toda a gente vive a sorrir
E nesse mundo encantado
O que estiver desbotado
Eu vou ensinar-te a colorir

Abre as asas do teu coração
Ser criança é muito natural
Vem entrar no mundo de ilusão
Ate o sonho se tornar real

Vem comigo eu quero te mostrar
Que a vida é como um carrossel
Ser criança é acreditar
Que viver é doce como mel

Por isso
Abre os olhos
Dá-me um abraço e vamos por aí
Despertar essa criança que à em ti.

 

Música: Batatoon

 

 

 

 

Joana Beites

 




outroscaminhos @ 10:10

Ter, 30/10/07

  Uma vez contaram-me a seguinte história:

Certo dia ia a passar e vi um senhor a pedir esmola. Parei e fiquei a observar a reacção das pessoas que passavam...era um sítio movimentado e várias pessoas passaram diante do mendigo...uns passavam e nem sequer ligavam. Outros, ao verem-no, passavam longe como medo de apanhar alguma doença... Os que davam dinheiro nem olhavam para a pessoa, apenas passavam e deixavam as moedas cair na lata...nenhuma falou com o senhor....visto isto, aproximei-me, revolvi os bolsos, encontrei alguns cêntimos e disse ao senhor: " desculpe, mas não tenho mais..". O homem respondeu: "não se preocupe que os seus cêntimos valem mais que muitos euros que já recebi...". Surpreendido com a resposta perguntei porquê...:" É muito simples, jovem, é o primeiro que me dirige a palavra em 1 mês....

 

"A mais alta vingança de uma injúria é o esquecimento."

Francis Bacon

António Ferreira



Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
18
20

22
24
27

28
29


Encontre o caminho
 
subscrever feeds
blogs SAPO