outroscaminhos @ 16:49

Dom, 25/11/07

Domingo, o dia da semana que para muitos serve para descansar, estar com a família, fugir à rotina do dia-a-dia. Para mim, o dia da melancolia e da reflexão dolorosa.
Hoje os domingos para mim são o dia em que não sonho, passo as horas a pensar no futuro e chego sempre à mesma conclusão: que não tenho certeza de que irei encontrar a saída do labirinto em que estou. Aos domingos não vejo um futuro promissor e as vezes nem sequer vejo futuro. Penso que poderia ter feito muito mais nas horas que passaram se não tivesse perdido tempo em inutilidades.
No passado, os domingos eram menos cinzentos. Distraía-me com os cheiros da terra, com o trabalho na quinta e com as brincadeiras próprias de miúdos ingénuos. Corria para espantar a melancolia, que naquele tempo era pouca, porque vivia no constante sonho de miúdo. Tinha grandes ilusões e talvez por isso esteja agora desiludido comigo porque deveria ter feito muito mais. Mas agora já é tarde, só quero encontrar a saída.
A única esperança ao domingo é que a semana vai começar e eu vou viver num sonho, mesmo que seja momentâneo.
 
Tiago Mendes
 


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15
17

21
24

26
28
30


Encontre o caminho
 
subscrever feeds
blogs SAPO