outroscaminhos @ 16:25

Dom, 28/06/09

 

Menina enfermeira
 
 
Tive recentemente a minha primeira experiência a sério no mundo da enfermagem: o meu primeiro estágio. Foi um estágio de 10 dias, num serviço de medicina com poucos recursos mas que me trouxe muitas experiências importantes.
O período de estágio não é fácil, dormimos poucas horas porque acordamos cedo e ficamos a fazer planos de cuidados e relatórios até muito tarde. Passamos mais de 10 horas no hospital, em pé, almoçamos em 30 minutos e vamos à casa de banho uma vez num turno de 8 horas (o nosso estômago encolhe e a bexiga estica e estica...). A somar a isto tudo, os professores são muito exigentes e os doentes precisam de todos os nossos cuidados.
O estágio tem esta parte pesada, mas depois o nosso trabalho é recompensado quando uma doente que não é capaz de falar sorri para nós depois de lhe termos dado banho, ou nos segura na mão enquanto lhe damos o comer à boca.
Estive junto de pessoas idosas e muito dependentes e percebi que o nosso trabalho faz muita diferença e são esses pequenos sorrisos, ou olhares quando não conseguem sorrir, que me fazem sentir que todo o esforço vale a pena e que o nosso trabalho é muito importante. Durante esses dias o cansaço à noite era compensado por uma enorme sensação de satisfação e de missão cumprida. Garantidamente, é isto que quero continuar a fazer, a cuidar de pessoas.
Durante alguns dias uma senhora de quem cuidei chamava-me, carinhosamente, menina enfermeira, provavelmente por ser a mais nova do meu grupo e por me ver ainda como um protótipo de enfermeira. E foi isso mesmo que fui naqueles dias, uma enfermeira em construção, já com a mão na massa!

 

 

Ana Silva



Joana Beites @ 17:23

Dom, 28/06/09

 

Olaa Anita :)

E que MENINA Enfermeira

Ainda bem que estás a gostar do teu curso!

Um beijinho grande *

Tiago Mendes @ 14:25

Seg, 29/06/09

 

Todo o esforço acaba por ser recompensado! E para isso bastam pequenos pormenores que dão sentido a esse esforço. É por existirem pessoas como tu que todos nós nos devemos ter esperança de que quando chegar a nossa velhice ou quando estivermos doentes, mesmo estando a família longe, há alguém que se preocupa connosco e que nos trata com ternura e com responsabilidade.
Tenho a certeza que estas pequenas mas grandes recompensas não acabarão por aqui porque és uma óptima Menina Enfermeira!

Beijinhos!


RC @ 01:50

Qua, 01/07/09

 

Ora seja bem aparecida!
Nem sabes como fico feliz de ver que o curso que escolheram vos deixa felizes! è bom saber que os nossos hospitais estão em boas mãos...em mãos de gente que sabe que o importante são as pessoas, e não os papeis...são os sorrisos e não os euros...há esperança na geração que ai vem...
Que as coisas na vossa mente permaneçam sempre assim: claras...correctas...
Beijinhos
Raquel

Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
26
27

30


É hora de caminhar...
Caminha-se melhor com música
Encontre o caminho
 
Caminha-se melhor com música
blogs SAPO