outroscaminhos @ 12:47

Sab, 17/05/08

 

          Há projectos e trabalhos que nos marcam para sempre. O trabalho de Área de Projecto que desenvolvemos ao longo do ano foi, sem margem para dúvida, um desses projectos marcantes.

         A escolha do tema foi quase instintiva: era mesmo aquilo que queríamos, era aquilo que nos interessava, era aquele tema que estávamos dispostos a explorar de forma dinâmica e com muita vontade.

        Ao longo do ano o trabalho não foi fácil, mas a nossa vontade e o nosso gosto por aquilo em que estávamos a trabalhar era tanto que conseguimos sempre ultrapassar tudo.

       O trabalho de voluntariado que fizemos foi incrível e marcou-me de uma forma única trazendo-me uma satisfação pessoal que não esperara no início. Todas as experiências com as crianças foram fantásticas e nunca serão esquecidas.

       Este trabalho ensinou-nos muito: ensinou-nos a nunca desistir daquilo em que acreditámos, ensinou-nos que o sonho aliado ao trabalho e ao esforço se pode realizar, ensinou-nos a ter paciência e a acreditar que somos capazes, ensinou-nos a nunca baixar a cabeça e a orgulharmo-nos sempre quando fazemos o que está certo. Este trabalho ensinou-nos que TUDO VALE A PENA.

       Com este trabalho crescemos e aprendemos coisas muito importantes que nos serão muito úteis no nosso futuro. Fizemos um óptimo trabalho e nada pode esbater o orgulho que temos em nós mesmos.

 

 

Ana Silva


sinto-me: muito realizada

Tiago Mendes @ 14:17

Sab, 17/05/08

 

Há trabalhos que nos marcam por nos termos divertido muito, há outros que marcam porque podiam ter corrido melhor, há outros que marcam porque são uma conjunção de divertimento, realização, crescimento enquanto pessoas, aprendizagem. É neste último tipo que o nosso trabalho sobre o voluntariado na área da saúde se insere.

Nunca esqueceremos por o que passámos e o que conseguimos.

Valeu termo-nos empenhado e trabalhado porque o resultado final ficou brilhante! Estamos orgulhosos!

Um bonito texto que expressa aquilo que estamos a sentir e sentiremos para sempre em relação ao nosso trabalho!

Beijokas

Amadeu Martins @ 18:41

Dom, 18/05/08

 

Ora bem como é que eu vou dizer isto!!! Épahh foi IMPACÁVELLL!!! (impecável, eu ainda sei escrever).

Pois é foi um grande projecto. Um orgulho para todos!

Bjokas

P.S: O sporting continua empatado LOOL

Raquel Cartaxo @ 19:39

Dom, 18/05/08

 

Desde o dia da vossa apresentação que ando para escrever isto....mas sabem como é o tempo...
Depois daquele turbilhão de sentimentos provocados foi apenas na viagem para casa, (eram já quase 21h!! para quem tinha de passar o rio para o outro lado e voltar a passar a ponte ás 7h para dar aula ás 8h...enfim...valeu a pena...vale sempre...) que me debati com uma questão: E agora que chegou ao fim? que pensam os meus alunos fazer? continuarão a ser voluntários nas instituições que os receberam...ou noutras? provávelmente o tempo vai acabar por absorve-los, como me absorveu a mim há uns anos atrás....(há quem lhe chame o peso de outras responsabilidades...) e não sobrará tempo para esse voluntariado institucional....foi ai que me veio á memória a intervenção daquela senhora da acreditar que dizia..." a minha vida já não tem sentido sem isto...isto é a minha vida..." , e percebi claramente que o ser voluntário é uma forma de estar na vida, ou se tem um coração disposto ou não se tem...e podemos sempre ser voluntários, com aqueles que todos os dias se cruzam connosco, basta que façamos o mesmo que voçês dizem que fizeram:"entraram no espaço e procuraram onde podiam ser uteis, pararam para olhar em redor...com um coração disposto a ajudar no que fosse preciso e no que vos fosse possivel." ser voluntário com aquele que se cruza diariamente connosco, receber o seu sorriso ( igual a todos os sorrisos de agradecimento) dar-nos-á certamente a mesma sensação de plenitude....lembra-me uma ideia que á muito me persegue: " o que importa é mudar o meu metro quadrado,sei que não mudarei o mundo, mas se cada gota do oceano disser eu não farei o oceano..."
Naquele dia ficou também por agradecer aqueles pais e familiares que ali estavam...porque voçês são o resultado do investimento que eles fizeram durante anos. Para além dos professores que por voçês passaram, e de todas as pessoas que se cruzaram e cruzarão convosco eles são sem duvida a vossa influência maior.
Estão condenados a aprender com aqueles que vos rodeiam, mas estão igualmente condenados a ensinar-lhes algo...que tal ensinar a ser voluntário, sendo voluntário? ;)

O Grupo @ 17:16

Ter, 20/05/08

 

olá storinha!

Obrigado pelo comentário. Ficamos muito felizes que tenha gostado, pois era a nossa intenção ilucidar as pessoas e fazer com que gostassem daquele momento.
Mas temos uma correcção a fazer, em nome da verdade, nós efectivamente agradecemos aos pais e familiares presentes, só que a stora já ía algures a caminho da ponte, por isso não poude ouvir.
Quanto à pergunta do que fazer agora: Depois de um trabalho que envolveu tanto esforço, mas também fez com que crescessemos muito como pessoas todos nós vamos continuar a fazer voluntariado com aquelas crianças que nos cativaram pelos seus sorrisos. O importante é continuar... só isso faz com que este projecto tenha sentido!

Obrigado por tudo, por todo o apoio!

Beijinhos!

Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13


25
28
30


É hora de caminhar...
Caminha-se melhor com música
Encontre o caminho
 
Caminha-se melhor com música
blogs SAPO