outroscaminhos @ 18:51

Sex, 14/03/08

A propósito do nosso tema sobre a "Emergência Pré- hospitalar": (

Paulo Pimenta (arquivo)
 
Comentar Ler comentários Enviar a amigo Imprimir Estatísticas     Diminuir tipo de letra Aumentar tipo de letra     Digg Do Melhor Delicious Tecnorati Yahoo
Escola critica demora da ambulância
Aluno do Montijo faleceu enquanto jogava basquetebol 
14.03.2008 - 15h13 Lusa
Um jovem de 14 anos acabou por falecer depois de ter caído durante uma aula de Educação Física na Escola Secundária Jorge Peixinho, no Montijo. O presidente da escola critica a demora da chegada da ambulância.

Decorria a aula de educação física, ontem à tarde, quando o jovem aluno, que jogava basquetebol, comentou com os colegas que não se sentia bem e caiu de seguida no recinto, sendo auxiliado de imediato por dois professores.

“Os dois professores colocaram desde logo o aluno na posição correcta e fizeram o primeiro contacto para o 112 do telemóvel de uma aluna pelas 17h50, mas a ambulância só chegou à escola às 18h20”, disse à Lusa o presidente do conselho executivo da escola, António Castelo Branco.

O responsável explicou que a demora levou a que fossem feitos vários telefonemas para pedir auxílio, até directamente para os Bombeiros do Montijo, e explica que não compreende a demora.

“É estranha a demora, até porque os bombeiros ficam a cinco minutos da escola e o hospital ainda menos. Ligámos várias vezes para saber onde estava a ambulância. O que corre, apesar de não ser oficial, é que estavam num acidente na Ponte Vasco da Gama”, afirmou.

Bombeiros dizem que actuaram com rapidez

António Castelo Branco garante que a escola fez tudo o que estava ao seu alcance e confessou que se viveram momentos de desespero entre professores e colegas, defendendo também que a ambulância que foi ao local não tinha “todos os meios que devia”.

O adjunto do comando dos Bombeiros do Montijo, Luís Carvalho, explicou à Lusa que os bombeiros saíram assim que receberam a chamada da escola e que o contacto do INEM só foi feito quando já decorria o salvamento.

“Recebemos a chamada da escola às 18h15 e às 18h24 o jovem já estava a dar entrada no hospital. Estava em paragem cardio-respiratória e foram feitas no local, e até ao hospital, manobras de reanimação que prosseguiram no hospital”, disse.

Luís Carvalho disse que quando os bombeiros foram contactados pelo INEM já decorria o salvamento do jovem, que acabou por falecer, garantindo que a ambulância que efectuou o serviço era uma “ambulância de socorro normal”.

A causa da morte aparenta ser mais um caso de morte súbita, mas só poderá ser confirmada depois da autópsia marcada para hoje à tarde. Os colegas vestiram-se hoje de preto, em homenagem ao jovem que faleceu, estando o funeral marcado para amanhã às 11h00.

 

 

Ana Margarida Pedro nº27



juanitaH :)* @ 20:24

Sab, 15/03/08

 

como costuma dizer a nádia: " Ai Assério!"

Bom texto.. e bom trabalho para vcs :D

Rita @ 16:35

Ter, 15/04/08

 

Respondendo às perguntas do título do texto:
Se fosse na escola ficaria assustada por uma morte ter ocorrido, ainda por cima uma morte sem causa aparente , no meio de uma actividade física. Não sei como reagiria se de um amigo meu se trata-se, muito provavlemente entrava em choque. Essas situações são sempre duras, felizmente nunca passei por uma, nem quero.
Gostei do teu texto.

**Beijiiihos**

Depois de concluirmos uma etapa, e porque a vida não pára, chegam novas aventuras e novas descobertas por novos caminhos....
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

16
19
20
22

24
26
27
28
29

30


É hora de caminhar...
Caminha-se melhor com música
Encontre o caminho
 
Caminha-se melhor com música
blogs SAPO